Tradutor e intérprete: quais as principais diferenças?

 Em Tradução

A interpretação e a tradução são duas disciplinas intimamente relacionadas. No entanto, raramente são realizadas pelos mesmos profissionais. A diferença em habilidades, treinamento, aptidão e até mesmo conhecimento do idioma são tão substanciais que poucas pessoas podem fazer ambos com sucesso em um nível profissional. Neste artigo, a Global Languages vai apresentar a você as diferenças entre tradutor e intérprete.

Superficialmente, a diferença entre interpretação e tradução é apenas a diferença no meio: o intérprete traduz oralmente, enquanto um tradutor interpreta o texto escrito. Tanto a interpretação como a tradução pressupõem um certo amor pela língua e um conhecimento profundo de mais de uma língua.

O perfil de habilidade de tradutores técnicos

As diferenças nas habilidades são indiscutivelmente maiores do que suas semelhanças. As principais habilidades do tradutor são a capacidade de compreender o idioma de origem e a cultura do país onde o texto se originou, usando uma boa biblioteca de dicionários e materiais de referência para traduzir esse material de maneira clara e precisa no idioma de destino.

Em outras palavras, embora as habilidades linguísticas e culturais ainda sejam fundamentais, a marca mais importante de um bom tradutor é a habilidade de escrever bem no idioma de destino.

Mesmo indivíduos bilíngues raramente podem se expressar em um determinado assunto igualmente bem em ambas as línguas, e muitos tradutores excelentes não são totalmente bilíngues para começar. Sabendo dessa limitação, um bom tradutor só vai traduzir documentos em seu idioma nativo.

E qual o perfil do intérprete?

Um intérprete, por outro lado, deve ser capaz de traduzir em ambas as direções no local, sem usar dicionários ou outros materiais de referência complementares. Os intérpretes devem ter habilidades extraordinárias de escuta, especialmente para interpretação simultânea.

O intérprete para tradução simultânea é aquele em que a pessoa fala e através de fones o tradutor escuta e traduz simultaneamente. Ele precisa processar e memorizar as palavras que o falante do idioma de origem está dizendo agora, ao mesmo tempo em que produzem no idioma de destino a tradução das palavras que o falante disse há 5 ou 10 segundos.

Também existe o intérprete para tradução consecutiva. Neste caso, a pessoa fala e faz uma pausa para que o intérprete possa traduzir a mensagem ao interlocutor.

Os intérpretes também devem possuir excelentes habilidades para falar em público e a capacidade intelectual para transformar instantaneamente expressões idiomáticas, coloquialismos e outras referências culturalmente específicas em declarações análogas que o público-alvo irá entender.

Posts recentes

Deixe um comentário

traducao-e-a-medicina-mundialcontratar um tradutor